Inglorious Basterds – Bastardos Inglórios (2009)

inglourious-basterds1

Dados Técnicos:

– País de Origem: The USA; Alemanha

– Ano de Lançamento: 2009

– Gênero: Ação; Guerra

– Direção: Quentin Tarantino

Elenco: Brad Pitt – Aldo Raine (O Apache)

Eli Roth – Sgt. Donny Donowitz (O Urso Judeu)

Christoph Waltz – Col. Hans Landa

Mélanie Laurent – Shosanna Dreyfus

Diane Kruger – Bridget von Hammersmark

Daniel Bruhl – Pvt Fredrick Zoller

Michael Fessbender – Lt. Archie Hicox

Til Schweiger – Sgt. Hugo Stiglitz

August Diehl – Major Dieter Hellstrom

Denis Menochet – Perrier LaPadite

Gedeon Burkhard – Cpl. Wilhelm Wicki

B.J. Novak – Pfc. Smithson Utivich (O Pequeno)

Samm Levine – PFC Gerold Hirschberg

Soenke Mohring – Walter Frazer

Michael Bacall – PFC Michael Zimmerman

Omar Doom – Pfc. Omar Ulmer

Mike Myers – General Ed Fenech

Martin Wuttke – Adolf Hitler

Jacky Ido – Marcel

– Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, grupo de soldados americanos judeus é conhecido como “The Basterds” (os bastardos). São eles os responsáveis por espalhar o medo e o terror no Terceiro Reich, escalpelar e assassinar brutalmente os nazistas. É nesse ambiente que eles cruzam o caminho de uma jovem judia que tem um cinema em Paris e é alvo dos soldados.

O filme se passa durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente em 1944, com uma França tomada por nazistas caçadores de judeus. Os nazistas foram muito bem representados através da SS ou Runic "SS", uma organização paramilitar que utilizava terror junto aos inimigos dos nazistas por meio da surra, tortura e do assassinato. Era considerada uma tropa de elite alemã.

Bastardos Inglórios é o filme mais maduro de Quentin Tarantino, diretor conhecido por gostar de muito sangue sendo derramado, basta relacioná-lo aos filmes Kill Bill: Vol.1 (2003) e Kill Bill: Vol. 2 (2004) que todos haverão de concordar comigo. Apesar de serem filmes violentos, eles priorizam diálogos marcantes e não deixam de ser engraçados, muito engraçados!

Quando fui ao cinema assistir Bastardos Inglórios, conhecendo a fama de Tarantino, me preparei para ver cabeças rolando, mas não vi uma sequer, quer dizer, vi apenas os escalpos (nome científico de Couro Cabeludo) de nazistas sendo retirados de suas cabeças pelos Bastardos!!

Agora vocês devem se perguntar: Por que escapelar os nazistas!? Quem são os Bastardos!?

Bem, os Bastardos são um grupo de americanos (Sgt. Donny Donowitz, Pfc. Omar Ulmer, Pfc. Smithson Utivich, Sgt. Donny Donowitz, dentre outros.) liderados por nada mais, nada menos, do que Brad Pitt, interpretando Aldo Raine, mais conhecido por Apache, por descendente de uma linhagem de índios. Índios de olhos azuis!? Também achei este detalhe estranho, mas nada que venha estragar o filme.

Os Bastardos têm como função exterminar nazistas, sem piedade, escapelando-os. O ato de escapelar inimigos surgiu na américa quando alguns caçadores de índios e mexicanos praticavam tal perversidade para comprovar ao estado da Pensilvania que haviam matado um índio afim de receber uma recompensa. Mais tarde foram os índios que adotaram tal atividade, mas não em troca de recompensa, apenas para causar espanto. Esta técnica foi mais difundida pelos índios apaches, notadamente violentos na arte de guerriar. Não é de se estranhar que Aldo Raine, é mais conhecido como o Apache, pois ele quer 100 escalpos de nazistas para cada membro dos Bastardos (contei um total de 8 membros = 800 nazistas em couro cabeludo).

Durante o filme nós podemos observar uma bipolarização, de um lado estão os nazistas da SS, caçadores de judeus, liderada por Col. Hans Landa (Christoph Waltz merece um Óscar pela atuação no mínimo, brilhante) e do outro estão os Bastardos, norte-americanos que estão na França à caça de nazistas, liderados por Aldo Raine. No meio desse conflito surge Shosanna Dreyfus (a linda Mélanie Laurent) que quer vingar a morte de sua família judia. Shosanna Dreyfus possui um cinema em Paris que irá exibir, ironicamente e contra sua vontade, um filme que exalta os nazismo e que será assistido pela mais alta classe alemã.

As cenas de violência são muito fortes, mas não foi o mais marcante para mim. O que mais me chamou a atenção foram os diálogos riquíssimos em ironias, e as cenas de humor. Pago todos os meus centavos mais uma vez  para rever Brad Pitt falando italiano com um sotoque norte-americano sulista, para ver a cara de sádico do Urso Judeu, a cara sempre amarrada do Sgt. Hugo Stiglitz, a bela Mélanie Laurent e a impagável e excelente interpretação de Christoph Waltz!

É um filme para ser aplaudido de pé!

Imagens:

Trailler:

2 Respostas to “Inglorious Basterds – Bastardos Inglórios (2009)”

  1. Olha ai rapaz o blog do meu amigo ta evoluindooo cada dia mais
    =) ahuhauhauhauha
    beijos =****

  2. “Riverdate”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: